terça-feira, 31 de agosto de 2010

1963: Ano extremamente seco de norte a sul do Brasil






























O ano de 1963 foi marcado por uma estiagem sem precedentes no país. Choveu bem abaixo da média durante quase todo o ano de norte a sul do Brasil. Nos links abaixo vejam que a seca atingiu todos esses locais, e Brasília por exemplo ficou mais de 4 meses sem uma gota de chuva, no estado do Rio, até os mananciais secaram, pois em Petrópolis ficou sem chuva de verdade por 5 meses, e os acumulados anuais de chuva parecem até surreais, em Belo Horizonte no ano inteiro de 1963 choveu apenas 504,4mm, segundo o INMET, e no Mirante de Santana choveu muito abaixo da média também com 894,9mm. Em Niterói no RJ, o acumulado anual foi de 550,2mm, e em todos os locais foram o menor acumulado anual na história.



Mais detalhes nos posts:




5 comentários:

  1. No Rio já vi dizer que em um algum ano depois do início das observações a chuva não chegou a 400 mm, mas a série pluviométrica da cidade infelizmente não foi unificada como em São Paulo e eu nem sei se estes dados de chuva anual ainda existem. O oposto de 1963 pode ser visto nas tabelas de 1966 e 1967, de verões muito chuvosos no Rio com recorde mensal no observatório do centro. Mas ultimante as chuvas tem sido mais regulares e anos secos não ocorreram mais, temos no máximo 2 ou 3 semanas sem chuva e quando a chuva volta é muito acima do normal como foi em meados de julho, chove regularmente na cidade do Rio (principalmente nas primaveras quando o sol as vezes quase não aparece ao longo do mês) e pode-se dizer que não existe estação seca definida na cidade. Este solzinho que tem feito intercalado por dias nublados é para ser aproveitado ao máximo, setembro já promete retornar ao chove-chuva habitual.

    ResponderExcluir
  2. que blog legal ! gostaria de saber onde encontro a temperatura minima absoluta para Governador Valadares aqui no leste de Minas Gerais, obrigado

    ResponderExcluir
  3. Bem elaborado o comentário sobre as chuvas no Rio, e realmente foi uma gangorra pois depois da secura de 1963, em 1966 o Rio teve até tragédias devido as chuvas, e sobre a menor temperatura em Governador Valadares eu não tenho por enquanto, mas vou pesquisar e em breve lhe dou retorno, ok!e eu que agradeço a visita de vocês. abraços!!

    ResponderExcluir
  4. Em Belo Horizonte atualmente chove um pouco menos que antes, quando todo o país era menos poluídos. Era inclusive comum ver muitos estrangeiros andando pela rua, principalmente durante o inverno na capital, onde fazia um friozinho gostoso logo no mês de maio e em julho já estava gelado (fazendo da cidade um ponto turístico). Era uma cidade favorecida com o clima. Não se via ninguém reclamando de extremo calor,apenas de alguns episódios de frio extremo, onde na parte da manhã chegava a neblinar de forma intensa devido a queda rápida da temperatura. Mas em 1963 (ano em que eu ainda não tinha nascido), realmente foi muito seco aqui na cidade, fiquei sabendo por parentes. Atualmente, Belo Horizonte é uma cidade um tanto quanto poluída, abafada e quente. É uma pena. O mundo todo está ficando assim... Seria tão bom se um dia fosse dada a notícia de que o planeta se curou completamente dessa doença que é o aquecimento global e que são as mudanças climática. Mas para isso serão necessárias severas medidas de todo o mundo. Talvez um dia todos percebam que precisamos de forma cada vez mais urgente de salvar o planeta. Um abraço a todos!!!!

    ResponderExcluir
  5. ai nada a ve seco e quente o mundo sempre foi nao existe isso de aquecimento global tudo balela por campanhas e dinheiro vai estudar colega um pouco mais e ve que antigamente acontecia coisas piores que agora so que nao tinha tv para repercutir dãaaa!

    ResponderExcluir